Imposto Automotivo em Minas Gerais

IPVA Minas Gerais 2019 – Consulta Detran MG – Confira abaixo informações a respeito do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores – IPVA 2019 do Estado do Minas Gerais.

Resultado de imagem para transito

Para o IPVA 2019 não são esperadas mudanças em relação aos últimos exercícios e assim os contribuintes do Estado do Minas Gerais poderão ter uma base e se prepararem para o pagamento do imposto levando em conta as regras de 2014.

A Secretaria de Estado da Fazenda – Sefaz MG deve definir e divulgar todas as informações e regras do tributo entre outubro e dezembro deste ano.

Os contribuintes devem contar mais uma vez com a opção de pagamento com 20% de desconto. Para isso deverão quitar o IPVA 2019 à vista até a data de vencimento da primeira parcela, previsto para o mês de março.

Quem preferir poderá pagar parcelado, em seis cotas iguais e sucessivas, com vencimentos em março, abril, maio, junho, julho e agosto. A opção de parcelamento, porém, não dá direito a desconto algum.

Os boletos IPVA Minas Gerais 2019 serão entregues pelos Correios, pois visa atingir principalmente os contribuintes que não têm acesso à internet, como é o caso de muitos municípios do interior.

Quem tiver acesso à internet poderá imprimir o boleto para pagamento e consultar o IPVA Minas Gerais 2019 Detran-MG no site oficial da Sefaz, disponível no endereço eletrônico http://www.sefaz.mg.gov.br/.

Os pagamentos poderão ser efetuados em qualquer agência do Banco do Brasil, Santander, Itaú Unibanco, Bradesco e Basa.

O pagamento fora do prazo sofre incidência de multa, que é calculada sobre o valor do imposto, sendo 0,33% por dia de atraso, até 20% quando o pagamento ocorrer em até 60 dias após o vencimento, mais juros de mora de 1% ao mês.

Há isenção do IPVA 2019 no Minas Gerais para alguns casos: estão automóveis na prestação de serviço de transporte de passageiros (táxi), veículos especiais para deficientes físicos, veículos de transporte coletivo urbano ou metropolitano, veículos das instituições religiosas de qualquer culto, veículos que tenham mais de dez anos e veículos que tenham sido transferidos de outra unidade federada para o Estado do Minas Gerais.

No Minas Gerais o valor do IPVA é determinado com base no valor do veículo, de acordo com a Tabela Fipe, sendo aplicadas as alíquotas de 3% para automóveis, caminhonetes e embarcações recreativas ou esportivas e 1,5% para ônibus, micro-ônibus, caminhões, cavalos mecânicos, motocicletas e similares ou qualquer outro veículo automotor não indicado anteriormente.

Cadastro em Programas Sociais

Hoje o governo brasileiro ajuda de diversas formas as famílias mais carentes do país. Um dos programas mais comuns que ajudam milhares de famílias brasileiras é o programa Bolsa Família 2019, onde uma renda é destinada a família toda mês.

Esse programa ajuda milhares de famílias brasileiras e muitas só dependem dessa renda. Porém, muitas pessoas não possuem informações e não recebem esse benefício.

Cadastro em Programas Sociais
Cadastro em Programas Sociais

O primeiro passo para obter o benefício é estar, obrigatoriamente, cadastrado no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico – esse cadastrado é feito exclusivamente pelas prefeituras municipais.

Já cadastrado no CadÚnico é só solicitar na prefeitura da sua cidade o cadastramento no programa Bolsa Família. Para isso você deverá estar munido dos seguintes documentos:

  • Para o responsável familiar: CPF ou título de eleitor;
  • Para os demais membros da família: qualquer documento de identificação, como por exemplo, a carteira de identidade, o CPF, o título de eleitor, a certidão de casamento ou de nascimento e/ou a carteira de trabalho. Por via das dúvidas, nós te aconselhamos a levar todos os documentos pessoais.
  • Documentos que comprovem a renda familiar – no caso os valores devem comprovar que a família vive com renda de até R$ 77,00 mensal e necessita do benefício.

Com todos esses documentos em mão é só pedir ao funcionário para fazer o cadastramento no programa.

Depois será feita uma seleção para assim receber o benefício. Essa seleção consiste pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) que seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas no programa. A preferência é única e exclusivamente feita para as famílias com menor renda apresentada.

O pagamento das parcelas é feito através de um cartão, o cartão Bolsa Família, que é emitido automaticamente, a partir do ingresso da família no programa.

Para você saber se já pode realizar o saque do seu benefício é necessário realizar a consulta Bolsa Família 2019, caso o seu benefício esteja disponibilizado, basta ir até uma agência da Caixa Econômica Federal.

Esse cartão é, normalmente, enviado por correio ou então retirado pessoalmente nas agências da CAIXA. Após o recebimento do cartão do bolsa família, o beneficiário deve se dirigir ao banco ou a uma lotérica e fazer o cadastramento de uma senha para conseguir sacar o montante do programa todos os meses.