Educa Mais Brasil uma alternativa ao FIES

Existe um crescimento claro em relação ao número de universidade abertas no Brasil e também no número de estudante matriculados nesses locais, já que a política dos últimos Governos Federais se refere a uma inclusão cada vez maior da população mais carente em meio a educação.

Por essa razão, foram criadas várias formas de financiamento, tanto privado, quanto público, para que esse tipo de ação seja mais comum de ser realizada e a população mais pobre tenha acesso ao ensino superior de qualidade, não demonstrando nenhum tipo de problema nessa integração.

Educa Mais Brasil
Educa Mais Brasil – Programa de Bolsas

Agora, além dos FIES, que é feito pelo Governo Federal, que oferece empréstimos estudantis a juros baixos e também com um prazo de pagamento bastante avançado, ainda se tem uma iniciativa chamada de Educa Mais Brasil, que é privada e possui o mesmo intuito, incluir a população mais carente em meio as melhores faculdades particulares de todo o Brasil.

O que é o Educa mais Brasil?

Essa é uma iniciativa feita de forma privada, que oferece Bolsas de até 70% para cidadãs de baixa renda poderem estudar em uma Faculdade Particular, a depender do tipo de faculdade e também das condições que esse aluno tenha.

Essas bolsas são dadas de acordo com o tipo de aluno e também com a faculdade que ele pretende realizar. Por conta disso, existe também uma possibilidade de se obter bolsas em várias faculdades de todo o Brasil, e pagamento do boleto do Educa Mais Brasil.

O número de bolsas dadas varia conforme o ano, no ano passado, foram oferecidas 120 mil bolsas, enquanto para esse ano de 2017, ainda não se teve uma definição em relação a esse tema.

Além de graduação, o Educa Mais Brasil também oferece Bolsas de Pós-Graduação, Cursos técnicos e MBA, a depender da preferência que cada pessoa tenha e das necessidades que elas possuam.

Como se inscrever no Educa Mais Brasil?

Para fazer a inscrição nesse programa e concorrer a uma bolsa de estudos, na faculdade que você desejar, tudo o que é necessário realizar, é entrar no site oficial do Educa Mais Brasil 2018, por meio do site oficial e preencher todas as suas informações.

Como por exemplo o seu nome completo, o seu endereço, o seu telefone, E-mail e também o porquê de você querer fazer o curso escolhido. Em uma segunda etapa, você deve enviar a documentação comprovando que concluiu o ensino médio e está apto a realizar uma faculdade e também a seus rendimentos financeiros, já que de acordo com a sua condição, mudam-se as condições da bolsa dada.

Depois de realizar a sua inscrição, você deve pagar a matrícula da faculdade pretendida e também demostrar interesse de fazer esse curso. Por fim, deve preencher uma série de documentação que comprove que você está apto a prestar esse curso e também se entendeu os termos oferecidos pelo Educa Mais Brasil, fazendo com que esse contrato seja firmado e você possa receber essa bolsa.

Governo federal zera fila de espera do Bolsa Família

Com uma maior agilidade no processo de averiguação dos documentos solicitados para adentrar no programa Bolsa Família, o Governo Federal conseguiu reduzir a zero a fila para participar desse tipo de projeto, fazendo com que todas as famílias que necessitem desse tipo de auxilio possam ser atendidas, sem nenhum tipo de problema.

Com isso, existe uma diminuição da desigualdade e também da fome que existe no Brasil, já que esse programa faz com que as famílias mais pobres recebam uma bolsa mensal do Governo Federal e assim possam se manter com um mínimo de dignidade, não tendo que sofrer com a fome e com uma baixa qualidade de vida.

Pagamento do benefício
Pagamento do benefício

O que é o Bolsa Família

Esse é um programa que inclui mais de 20 milhões de pessoas em um cadastro feito pelo Governo, para participar do calendário 2018 Bolsa Família e para que elas recebessem uma quantia mensal, que varia conforme o número de filhos que cada família tenha.

Em contrapartida, o Governo estipula algumas normas para que essa família receba o dinheiro, como por exemplo, manter os filhos na escola e ter a carteira de vacinação em dia, sem esses aspectos cumpridos, o benefício é automaticamente cancelado.

Como o Governo conseguiu reduzir a zelo a fila do Bolsa Família

Uma primeira atitude adotada pelo Governo Federal para que essa fila fosse reduzida a zero, é a questão do aumento do número de funcionários que trabalham diretamente com esse assunto dentro das secretarias dos diversos municípios.

Desse modo, houve uma aceitação mais rápida e uma agilidade no processo para que mais famílias pudessem ser incluídas dentro desse programa, fazendo com que esse benefício se espalhasse e com isso, houvesse uma maior qualidade de vida para essas famílias de baixa renda.

Além da contratação desses profissionais, uma outra medida realizada pelo Governo Federal para diminuir esse número de famílias que encontram problemas para participar do Bolsa Família é a questão da diminuição do número de fraudes dentro desse programa, fazendo com que ele tivesse uma efetividade ainda maior.

Essa ação para impedir a falsificação do calendário Bolsa Família 2018 em busca de um auxílio, quando ele realmente não era necessário, fez com que o Governo Federal cancelasse 469 mil benefícios e ainda bloqueasse 654 mil. Todos os usuários punidos pelo Governo, apresentavam algum tipo de informação falsa para conseguir receber esse dinheiro.

Com menos processos falsos, a rapidez com que as famílias são beneficiadas naturalmente aumenta e faz com que todo esse projeto seja muito mais rápido e prático para as famílias que necessitam desse dinheiro para sobreviver.

Números de pessoas incluídas no Bolsa Família

Para conseguir zerar essa fila de pessoas que necessitavam do programa para sobreviver, houve a inclusão de 460 mil pessoas no calendário Bolsa Família apenas nesse último mês de janeiro. Dessa maneira, o Governo Federal finalmente conseguiu zerar a fila do programa. Com isso, o grupo que já fazia parte do Cadastro Único, passa a receber esse benefício, fazendo com que a sua qualidade de vida se eleve.